Normas técnicas – Parte 2

COMO CITAR REFERÊNCIAS NO TEXTO

http://www.biblioteca.fsp.usp.br/~biblioteca/guia/a_cap_03.htm

Texto completo: 3 Como citar referências no texto


Fonte: n/a

Normas técnicas – Parte 1

Citações

A pesquisa on-line – Parte 3

A PESQUISA ONLINE
potencialidades da pesquisa qualitativa no ambiente virtual
Conrado Moreira Mendes

Este artigo versa sobre a pesquisa online no contexto das tecnologias digitais e da pesquisa qualitativa. Abordam-se as vantagens (e algumas dificuldades) de se realizar investigações dessa natureza; a questão ética implicada nessa configuração de pesquisa; e alguns de seus métodos. Considera-se que, assim como as novas tecnologias, a pesquisa online possui grande potencial a ser explorado.

Palavras-chave: pesquisa qualitativa; pesquisa online; Internet.

Texto completo: Conrado-Moreira-MENDES


Fonte: http://www.hipertextus.net/volume2/Conrado-Moreira-MENDES.pdf

Mecanismos de busca – Parte 1

MECANISMOS DE BUSCA NA INTERNET
Patrick Scripilliti Bahia de Almeida

Neste capítulo serão detalhados os conceitos relativos aos mecanismos de busca, com o objetivo de apontar a importância desta ferramenta de recuperação de informações para os usuários. Estes conceitos serão explicados de forma breve, com o objetivo de inserir o usuário dentro deste assunto específico.

Capítulo:
http://www2.dbd.puc-rio.br/pergamum/tesesabertas/0510332_07_cap_03.pdf

ou

Texto completo:
https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/Busca_etds.php?strSecao=resultado&nrSeq=10375@1


Fonte: PUC-RJ

Fases da pesquisa bibliográfica – Parte 2

COMO FAZER PESQUISA BIBLIOGRÁFICA
Agma Juci Machado Traina
Caetano Traina Jr.

Por onde devo começar quando quero iniciar uma pesquisa bibliográfica? Este artigo visa responder a essa questão, apresentando ao jovem pesquisador os passos principais para realizar uma pesquisa bibliográfica que contemple seu objetivo, bem como as ferramentas básicas amplamente disponíveis para ser bem sucedido.

Texto completo: comoFazerPesquisasBibliograficas


Fonte: http://www.univasf.edu.br/~ricardo.aramos/comoFazerPesquisasBibliograficas.pdf

O gênero resenha acadêmica – Parte 7

QUAL A DIFERENÇA ENTRE RESUMO E RESENHA?
Valmir Costa

Considerando que muitos acadêmicos, e alunos em geral, (e executivos) alegam desconhecer a diferença entre resumo e resenha, resolvi tecer alguns comentários sobre a temática. E para tanto, busquei embasá-los na literatura voltada para tal, como também em sites e profissionais da educação que se ocupam da questão.

Texto completo: QUAL A DIFERENÇA ENTRE RESUMO E RESENHA


Fonte: http://profvalmirh.blogspot.com.br/2011/03/qual-diferenca-entre-resumo-e-resenha.html

O gênero resenha acadêmica – Parte 6

PRODUÇÃO DE RESENHAS ACADÊMICAS:
Os recursos lingüísticos e a apropriação do gênero
Ana Virgínia Lima da Silva

Neste trabalho analisamos a apropriação das características do gênero resenha, focalizando os recursos linguísticos empregados em produções desse gênero. As resenhas analisadas foram produzidas por graduandos em Letras da Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais e coletadas em situação de ensino-aprendizagem. Os pressupostos que orientam a análise dizem respeito principalmente à teoria sobre gêneros textuais apresentada por Marcuschi (2008) e por Bazerman (2006); à noção de comunidade discursiva apresentada por Swales (1990) e ao conceito e caracterização da resenha apresentados por Machado (2005). Os resultados mostram que a apropriação do gênero resenha é mais eficaz em produções textuais que possuem uma maior diversidade de recursos linguísticos, ao passo que em produções textuais em que são utilizados recursos linguísticos menos variados a função da resenha não se efetiva.

PALAVRAS-CHAVE: Resenha; Apropriação; Recursos linguísticos.

Texto completo: producao_de_resenhas_academicas


Fonte: http://www.ucs.br/ucs/tplSiget/extensao/agenda/eventos/vsiget/portugues/anais/textos_autor/arquivos/producao_de_resenhas_academicas_os_recursos_linguisticos_e_a_apropriacao_do_genero.pdf

O gênero resenha acadêmica – Parte 5

REDIGIR COM CLAREZA
GUIA DE REDAÇÃO DA
Comissão Europeia

Os funcionários da Comissão Europeia redigem variadíssimos tipos de documentos. Seja qual for a natureza do texto – legislação, relatórios técnicos, actas, comunicados de imprensa ou discursos –, uma redacção clara permite ser mais convincente e facilita a compreensão. O presente guia pretende auxiliá-lo a redigir com mais clareza tanto na sua própria língua como nas outras línguas oficiais, que são, todas elas, línguas de trabalho da Comissão segundo o Regulamento n.º 1/1958 do Conselho (que vigora até hoje!).

Este guia apresenta sugestões, sem carácter obrigatório; ao aplicá-las, tenha em conta os destinatários e o objectivo do seu documento.

Texto completo: HC3010536PTC_002


Fonte: https://crcvirtual.iefp.pt/wp-content/uploads/2017/06/HC3010536PTC_002.pdf