Jordan Peterson estuprando uma feminista (filosoficamente).

– Oi, bom dia.
– Pare de me oprimir, seu machista!
– Hein!?
– Você está usando sua posição masculina numa sociedade tirânica patriarcal para me submeter como objeto em sua cultura de estupro.

Sim, porque, de modo que não compreendi e talvez jamais venha a compreender, feministas conseguem encontrar uma ligação suficiente e necessária entre qualquer assunto e a afirmação de que vivemos num patriarcado tirânico com cultura de estupro. E a mera crítica, contraposição ou discordância  de QUALQUER proposição (por mais estapafúrdia que seja) apresentada por uma feminista lhe alcunha automaticamente todos os epítetos de reprovação em voga, incluindo a reputação de estuprador.

– Mas o que é isso? O que é isso? O que é isso? O que é isso? O que é isso?

Neste vídeo (excerto) Jordan Peterson critica os fundamentos das defesas das ideologias neo-marxistas que vêm há algumas décadas influenciando negativamente os ambientes sociais, em especial o ambiente acadêmico, inibindo a livre manifestação dos homens enquanto agentes provedores, dinâmicos e proativos com a falaciosa argumentação em prol de uma igualdade que não existe nem pode (biologicamente/socialmente) existir.

Anúncios