Até quando?

Qualquer um que defenda Israel o faz por questões religiosas.

Após analisar numerosos argumentos, e os crimes de guerra daquela nação daquele Estado*, nada justifica a manutenção de Israel tal como está.

*Os mandantes não representam a totalidade do povo israelense. Muito pelo contrário. Os movimentos judaicos anti-sionistas e as marchas civis pró-palestina comprovam isso. As notícias que chegam aqui não são a verdade COMPLETA de lá, apenas meias-verdades.

(editado em 16/05/2018 – 21:15h)

Anúncios