Brasil, Pátria Achacadora VI – O alívio

Brasil, Pátria Achacadora VI – O alívio

Enfim chegamos à última parte desta série, com o governo puxando a descarga e palidamente se recompondo da cagada federal. Tivemos uma grave constipação, depois veio a disenteria e agora, mesmo que momentaneamente, o alívio: aquele breve período de leveza e ardência que se pospõe ao fato. O que não significa que acabou…

Lamentavelmente esse alívio, isto é, o afastamento de Dilminha e sua corja de petralhas, induzido forçosamente (tal como um clister de ferro fazendo lavagem em quem está com diarréia), sujou mais do que limpou.

O processo de Impedimento foi conduzido por Patinho Cunha, que desde a época da Telerj tem uma conduta duvidosa. Nosso condutor diz que “o povo mereeeece respeitooo!”, mas aparenta não respeitar as regras. Réu em vários processos, cercado de outros réus em outros processos, reinou monarquicamente e de forma imperialista em nosso reino de faz-de-conta, que é o Congresso Nacional.

Pela vida, pela família…. Eduardo Cunha, deputado federal 1530!

Nosso Rei-Patinho e seus nobres futuros colegas de cela, Excelências brasileiras, homenagearam a nação que os elegeu com o Espetáculo do Impeachment. Num belo dia de domingo, o povo brasileiro parou para ver a banda passar, o circo chegar e no picadeiro brasiliense palhaços aproveitarem seus 10 segundos de fama (por vezes mais de minutos) para nos entreter com suas mais ridículas piadas.

Ah, perdão, o palhaço oficial foi o único que teve algum juízo:

Tiririca ironiza dedicatória de voto de colegas deputados

“Mas aí, num momento daquele não dá pra brincar.”

E o povo, claro, não ficou para trás. Afinal, se aqueles são os legítimos representantes da nação, o povo também se manifestou como os palhaços que são. Vestiram camisa de futebol, afinal, era dia de domingo. E foram torcer em frente a telões, levando suas quentinhas e cervejas, como em final de Copa do Mundo. Como se o que estivesse em jogo fosse a decisão de um campeonato, onde um lado ganha e o outro perde. Não perceberam que aquela decisão afeta a vida de todo mundo, independentemente do que acreditam ou defendem e que não há lados na vida pública. Há apenas o bem de todos. Não é possível viver bem se seus concidadãos vivem mal.

Mas ao que parece, a vontade de estar com a razão, ou de estar no lado “vencedor” é maior que o bom senso.

Boçalidade brazuca

Somente após a votação, Sua Majestade Patinho Cunha foi retirado de seu trono-privada. Numa interferência questionável do Supremo Tribunal Federal, o que eles mesmos entenderam, reconheceram e definiram como uma exceção excepcionalmente excepcional, suspenderam o mandato soberanamente eleito de um Deputado Federal. Em nosso sistema de três poderes independentes, parece que o Judiciário está ganhando vestes de Moderador, o que é temerário para o bom exercício da máquina pública proposta.

Removido de seu trono-privada, entra em seu lugar o clone do Cumpadi Washington e consegue fazer uma cagada ainda maior, anulando o processo. Depois anula sua anulação. Como alguém com rabo preso consegue soltar tanta merda? Um anão inexpressivo posto por acaso ou destino no centro do picadeiro consegue se tornar o maior palhaço do circo…

“Sabe de nada, inocente!”

Voltando ao Impeachment, saindo da Câmara, indo ao Senado. Foca Calheiros, tão sujo ou mais do que Patinho Cunha, tão somente ignora o ignorável e prossegue com o processo. E claro, os petralhas inconformados apelam para tudo. Numerosas tentativas de barrar o processo, das mais descabidas. Desde chamar o prêmio Nobel para dizer que é golpe até pedir ajuda aos políticos de Portugal dizendo que é golpe. Cara, a independência dos Gajos já tem algum tempo…

E nas vésperas das Olim-piadas o mundo vê o Brasil como a bagunça generalizada. Uma presidAnta dizendo que é vítima de um golpe, seu Advogado Particular da União repetindo como um mantra que é golpe e que não há acusação. A acusação é clara: “abertura de créditos suplementares sem autorização”. Está na capa do processo… Basta ser alfabetizado…

Mas numa Pátria Educadora que corta bilhões de financiamento estudantil, não investe em programas educacionais, em que a educação de base é menos do que básica, não se pode esperar que o Presidente seja alfabetizado. (Lula – ex-Presidente de fato).

Então, depois de décadas, finalmente temos um presidente que sabe se expressar. Tudo bem, ele engasga e tudo, mas ao menos sabe falar. E com ele vêm ares de renovação. Pena que são apenas ares e ares são apenas gases. E gases mal-cheirosos. Michelito Temer nunca foi grandes coisas. Como jurista, passa bem, mas como político, sempre esteve em segundo escalão. Seus mandatos foram por sobra de votos ou foi levado na garupa de outrem. E nossa última experiência com alguém desse naipe não foi muito boa…

Será que recebe auxílio-desemprego?
“Será que recebe auxílio-desemprego?”

Seja como for, Michelito aparenta saber o que faz. E só por aparentar saber alguma coisa já mexeu com a Bolsa e o Dólar. Ou seja, a situação está tão ruim que só de parecer saber o que está fazendo já é ótimo. Todo mundo agora está confiando nele. E como todo mundo sabe que a ruma de bosta é grande, também sabe que a limpeza é demorada. Ele está com tudo para dar certo: uma população esperançosa, um mercado esperançoso, especuladores esperançosos, políticos esperançosos (em novos cargos) e com isso tem gás (ou gases) para dar uma geral na casa.

Pena que ele também é investigado num monte de coisas e parece estar tão sujo quanto o Patinho. E não nos esqueçamos do processo que o PSDB abriu contra a chapa dele e de Dilma. Ainda está para ser julgado no TSE. Se sua candidatura for reprovada, ele cai também, mesmo que o PSDB agora depois de poucos meses tenha mudado de lado. De novo. (Eles são piores que a Marina Silva.)

E pena também que sempre tem um espírito-de-porco para encontrar defeito em tudo. (Nisso eu também me incluo |:^p) Governo novo, ministros apresentados, discurso bonitinho, já encontraram defeito, dizendo que todos os ministros são homens brancos e que não há mulheres ou negros por lá. Gilberto Gil como ministro da Cultura e Benedita da Silva como ministra de coisa nenhuma são provas de que ter negros ou mulheres no governo não quer dizer nada. Ter negros e mulheres COMPETENTES faz a diferença. Botar gente no governo só para agradar um ou outro é pedir para dar errado.

Ora, se no círculo político de Michelito ele achou melhor montar o governo assim, que seja. É o que deu para fazer com o que ele tinha em mãos. Formar uma base política e ter um espaço mínimo para governar. O que importa é tirar o país do buraco! Ou evitar que afunde mais…

Mas o povão com seu pensamento raso dá mais valor a coisas inúteis do que ao que realmente pode aliviar sua própria situação deplorável em que se encontra.

O mundo inteiro vendo nossa bagunça, estrangeiros zombando nossos assuntos internos, somos motivo de piada internacional. E mesmo assim, as fotos nuas da primeira-dama são mais importantes que a ameaça de terrorismo durante os jogos, as cores de pele dos ministros são mais importantes que seus currículos, e um palhaço tem mais vergonha na cara que os homens que se dizem sérios.

Tiririca tira o bigode para não ser comparado a Waldir Maranhão

|
|
|

“Que deus tenha misericórdia desta nação”.

|
|
|

Para saber mais:
http://agenciabrasil.ebc.com.br/politica/noticia/2016-04/nobel-da-paz-que-diz-que-impeachment-de-dilma-e-golpe-de-estado
http://oglobo.globo.com/brasil/senadores-buscam-apoio-contra-impeachment-em-portugal-19306376
http://www.tecmundo.com.br/ataque-hacker/104743-hacker-invade-celular-marcela-temer-ameaca-vazar-nudes-preso-sp.htm
Abin confirma ameaça do Estado Islâmico ao Brasil

Enquanto isso:
Esse sargento tem meu respeito