Plandemic

Editado em 21/05/2020

Embora o pseudo-documentário seja completamente tendencioso, chamaram-me a atenção os argumentos contrários à vacina (considero a vacina antigripal inútil), à quarentena (demonstrou-se um fracasso em muitos lugares) e à indústria farmacêutica, sobre cujo lobby discorri em Sentimentos mais duradouros.

Considerando que o Facebook removeu por duas vezes esta postagem naquele veículo, decidi colocar em meu espaço privado. A simples idéia de outrem decidindo aquilo que posso ou não visualizar é, por si, uma afronta à liberdade de expressão.

https://www.brighteon.com/embed/86725727-5cb8-4240-b725-1b5b67e01189


Gostaria também de deixar aqui o registro de que o Facebook agiu de forma não compatível com outras matérias:

1 – O Facebook tão somente cobre outras postagens ditas falsas. Qual é a necessidade de excluir esta?

2 – Já denunciei conteúdo impróprio exibido no Facebook, que foi revisado manualmente por tal empresa e foi aceito, a saber: violência contra animais.

3 – Se há interesse real em evitar conteúdo cientificamente falso ou dúbio, por que há grupos de terra plana, terra oca, anti-vacina, caça-fantasmas, pé-grande e congêneres?

Contra hipocrisia, minha arma é o sarcasmo: