O uso de recursos didáticos tecnológicos no Ensino Superior – Parte 3

LER E ESCREVER NA CULTURA DIGITAL
Andrea Cecilia Ramal

Vivemos um desses raros momentos em que, a partir de uma nova configuração técnica, quer dizer, de uma nova relação com o cosmos, um novo estilo de humanidade é inventado.”
(Pierre Lévy, 1993, p.17)

Nas culturas que não conheciam a escrita, a transmissão da história se dava através das narrativas orais: o narrador relatava as experiências passadas a ouvintes que participavam do mesmo contexto comunicacional. Era uma espécie de história encarnada nas pessoas: quando os mais velhos morriam, apagavam-se dados irrecuperáveis pelo grupo social. O saber e a inteligência praticamente se identificavam com a memória, em especial a auditiva; o mito funcionava como estratégia para garantir a preservação de crenças e valores. O tempo era concebido como um movimento cíclico, num horizonte de eterno retorno.

Texto completo: Ler e escrever na cultura digital


Fonte: http://www.educacaopublica.rj.gov.br/biblioteca/literatura/0003.html

Anúncios